quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Instrumentos Presentes nas Estações Meteorológicas Automáticas - Temperatura e Humidade relativa do Ar


Estes dois sensores, da temperatura e da humidade relativa do ar, funcionam de forma combinada e encontram-se protegidos por um filtro poroso o qual garante que ambos se encontrem nas mesmas condições e protegidos contra poeiras e poluição atmosférica.
Para evitar a exposição direta dos sensores à chuva e aos raios solares e também garantir que os elementos sensíveis recebam ventilação natural adequada para permitir o equilíbrio com a atmosfera à sua volta, o conjunto é protegido por um abrigo de plástico ou de fibra de vidro.
O elemento sensível da temperatura do ar é uma resistência de platina (PT100) devidamente calibrada e de grande estabilidade para os valores da resistência, na gama de temperaturas do ar possíveis à superfície terrestre. As variações da resistência são medidas por um circuito eletrónico que apresenta uma saída em tensão que é convertida em graus Celsius.
O elemento sensível da humidade relativa do ar é uma película higroscópica (polímero) colocada entre dois elétrodos, constituindo um condensador. A capacidade depende da humidade absorvida pela película higroscópica e representa a humidade relativa do ar.
Os valores da capacidade medidos são convertidos em humidade relativa do ar. Os sensores utilizados na rede nacional de estações meteorológicas automáticas são o HMP45 da Vaisala e os da rede urbana de estações meteorológicas automáticas são da marca THIES e têm princípio de funcionamento semelhante.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...