quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Gelo derrete cada vez mais depressa

O degelo nos pólos ocorre mais depressa do que o previsto com consequente subida do nível da água do mar e a aceleração do aquecimento global. Até 2100 o mar subirá 1,8 metros revelou o Centro Nacional de Estudos Espaciais de Toulouse, França. Estimativas anteriores, baseadas em medições efectuadas entre 1980 e 1999, apontavam para uma subida de 60 centímetros.


A divulgação dos resultados do estudo para o Ano Polar Internacional, realizado em 2007 e 2008 por milhares de cientistas, revelou ontem que o aquecimento da Antárctida "é maior do que o previsto, enquanto os gelos Árcticos estão a diminuir, ao mesmo tempo que na Gronelândia o gelo está a derreter mais rapidamente".

Em resultado do degelo a velocidade com que o nível do mar está a subir é o dobro da verificada no século XX. "Entre 1993 e 2008 a taxa média global de subida foi de 3,4 mm por ano, enquanto entre 1950 e 2000, a elevação média do mar era de 1,8 mm por ano", disse Anny Cazenave do Centro de Estudos de Toulouse.

Entretanto, cientistas do Centro de Vigilância Britânico da Antárctica descobriram que por debaixo da camada de gelo de três quilómetros do Pólo Sul se esconde uma cordilheira semelhante aos Alpes.

Segundo o geofísico Fausto Ferraccioli, os mapas que a sua equipa realizou são "a primeira página de um novo livro", cujo objectivo final é ajudar a prever como vão reagir os glaciares do Pólo Sul perante as alterações climáticas e consequente subida da água do mar.

João Saramago
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...