quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Medida para salvar gelo do Árctico

Reduzir em 70 por cento as emissões de gases com efeito de estufa, sobretudo de CO2, durante este século, seria suficiente para salvar os gelos do Árctico e evitar consequências dramáticas nas alterações climáticas, revela um estudo científico que será publicado na edição da próxima semana da revista 'Geophysical Research Letters', divulgado esta quarta-feira em Washington.



Investigadores do National Center for Athmospheric Research (NCAR) descobriram que esta redução seria suficiente para diminuir quase para metade o aquecimento no Árctico, ajudando a preservar as pescas e as populações de aves marinhas e de animais polares, como os ursos brancos, nomeadamente a Norte do mar de Bering.



Apesar de os estudos mostrarem que já não é possível evitar “um aquecimento importante do planeta no século XXI”, os cientistas concluíram que reduzir as emissões poderia significar a estabilização da “ameaça apresentada pelas alterações climáticas e evitar uma catástrofe”, como a fusão da calote glaciar ou a subida do nível dos oceanos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...